terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

Homens...

Eu tenho uma teoria: a de que, para os homens, o tempo não passa.

Segócio é o neguinte: amigo, se uma mina não te ligou em seis meses, esquece. Ela não vai ligar nunca mais. O mundo gira, a Lusitana roda, ela pode estar na rua da amargura sozinha e abandonada, mas se passou tanto tempo, é porque ela prefere estar assim a estar com você. Pode dar a dita cuja por desaparecida porque não rola mais.

Mas, amiga, se um rapaz não te ligou em seis meses, ele pode muito bem ligar (ou mandar mensagem, ou e-mail, etc etc) um belo dia do absoluto nada e ainda por cima todo florido pra cima de você. E "seis meses" é um tempo qualquer que estou dizendo, porque pode ser muito mais. Até anos. Vai justificar o período de desaparecimento dizendo que teve "problemas", que estava "enrolado", "confuso" ou "trabalhando muito".

Como eles têm a cara-de-pau de fazer isso?? O tempo passa, sim! Eles não se dão conta?

Quando a coisa com um rapaz esfria, nós, mulheres, em geral o apagamos da nossa vida e partimos pra outra, ou pelo menos tentamos. Já os homens, boa parte das vezes, nos deixam na reserva. Se eles não gostam da gente o suficiente para algo mais sério, ou se surge algo que eles consideram melhor, enfim, se no momento não rola mais, eles não nos esquecem, simplesmente nos guardam em uma caixa no maleiro do armário, pra se qualquer dia precisar. Se bater aquela necessidade de muié e não houver ninguém à vista, se quiserem variar o arroz-e-feijão, eles acham que lá estaremos lindas, sedosas e sentadinhas à disposição, a esperar pela boa-vontade deles.

Irritante, né?

4 comentários:

  1. Sooo truuueee!!!! Nego liga depois de vinte anos e ainda tem a cara de pau de dizer:
    - Não sabe quem tá falando?!

    ResponderExcluir
  2. OK, tenho que admitir. É verdade.

    ResponderExcluir
  3. hahaha viram só? Tem homem admitindo e tudo! haha Beijos

    ResponderExcluir
  4. Complicado levantar esse tema, Djo... não vou levantar nenhuma bandeira, apenas deixar uma frase:
    "O preço da fidelidade é a eterna vigilância" (Millôr Fernandes)
    Excelente post.
    bjs

    ResponderExcluir

Desembucha!